Arial Corrected

O Mario AV, que já citei várias vezes por aqui, está retomando uma idéia antiga e muito boa.

Arial Corrected

Vale dar uma olhada em cada detalhe desta história…

Como faz tempo que não consigo parar para ler os meus feeds, só soube disto pela lista Resposta 42, que é dedicada a discussão sobre a vida, Universo e tudo mais.

Update:

CTA: Controlador de Tráfego Aéreo

Congonhas não!

Pouco importa se a falha foi técnica ou erro humano. O fato é que Congonhas tornou-se inviável. Sem área de escape, com aviões cada vez maiores, é evidente que outras tragédias virão.

Via Viu Isso?, numa dica do AMF.

Vocês sabiam que existem sites de associações de Controladores de Tráfego Aéreo?

Controladores de Tráfego Aéreo na rede
Ilustração de Rivaldo Barboza feita especialmente para este post.

Existe série de Blogs e Foruns sobre o assunto:

E também há uma International Federation of Air Traffic Controllers’ Associations. Esta Federação Internacional possui uma publicação chamada “The Controler: The Jornal of Air Traffic Control“. A edição de março deste ano, trouxe uma reportagem especial sobre o acidente entre o Legacy e o GOL 1907.

Valeu Rivaldo!

Windows Live Messenger

Pois é…
Na última sexta feira eu fui obrigado a fazer o update do velho cliente de msn.

 

Ou atualiza, ou não usa...

Isto mesmo: Ou atualiza, ou não usa…

Eu não conseguia conectar o meu MSN velho de guerra e, sem opções, fui obrigado a fazer o download da versão mais recente e instalar a nova aplicação no sistema.

O processo de instalação, como sempre foi algo bastante burocrático. Tive até um novo Contrato de Serviço para aceitar e ainda alguns Recursos e Configurações Adicionais para ativar. Ou desativar

Depois disto tudo, ainda é preciso esperar vários minutos observando uma barra de progresso até que a instalação acabe e se possa conectar com o tal Windows Live Messenger.

Será que é disso que eu necessito?

Será que é disso que eu necessito?

Sinceramente, eu ainda não tive tempo e nem me dei ao trabalho de analisar com calma o novo jeito ‘Live‘ de ser do MSN. Mas logo de cara, algumas coisas já estão bastante certas:

  • Não estava me sentindo nem um pouco feliz por estar instalando um outro soft no meu computador.
  • A versão velha de guerra, até então, atendia muito bem todas as minhas necessidades velhas de guerra.
  • Ninguém me perguntou se eu queria fazer upgrade. Não tive opção, e isto não me deixou muito satisfeito…
  • Não tenho mais como comparar, mas acredito que a nova versão deve consumir mais recursos do meu sistema/hardware.

Claro que opções, eu sei que tenho… E são, em geral, boas opções: como Miranda, Trillian, Meebo. O problema em si, não é a falta de opções. O ‘problema’ é a imposição que foi feita: Ou atualiza, ou não usa.

Independente de qualquer coisa: Windows Life Messenger até aqui tem sido uma péssima experiência de uso.

Sliders: Dimensões Paralelas

Da primeira vez que vi Sliders, lembrei de cara de Crise nas Infinitas Terras. Afinal, há um multiverso lá fora que precisa ser explorado…


Abertura da 1ª temporada.

Era um prato cheio pra “E se…”, e eu adorava os “What if…” da Marvel!

“E se…”

O seriado, no primeiro ano, é até legal. Os personagens só queriam dar um jeito de voltar pra casa. Mas daí pra frente, a coisa foi complicando…

E foi complicando mesmo!
Primeiro surge como ‘grande vilão’ uma raça alienígena ( Kromaggs) que já dominam a tecnologia de viagem inter-dimensional e querem dominar o ‘multiverso ‘.

Depois os personagens principais do quarteto original (Quinn Mallory, Rembrandt Brown, Maximillian Arturo, Wade Welles.) começam a deixar a série.

Enfim…
Quando dois morrem, um é substituído de forma – no mínimo – tosca, eu desisto da série.

Imaginem só vcs:
Primeiro vc é o The One nascido em uma outra terra e escondido nesta dimensão para poder salvar o multiverso. Ai, eis que surge – já lá no meio de suas aventuras – Colin o seu irmão perdido e que vc nunca soube da existência.

Ai, num outro belo dia, um salto inter-dimensional mal calibrado e vc é fundido (trocadilhos!) com uma outra versão sua de um outro universo e de quebra o seu irmão ‘some’ da existência… E você, agora um mash-up de duas versões de você mesmo e – sem uma boa explicação – passa a ter a cara de um outro ator.

Neste ponto, daquele quarteto que iniciou a jornada lá na primeira temporada, só restava um integrante: Rembrandt Brown. E, na minha opinião, já sem o mesmo carisma das primeiras temporadas.

Convenhamos, nem mesmo LOST é tão improvisado assim!

Trivias?
os dois irmãos no seriado, são irmãos na vida real e nesta dimensão:

O primeiro irmão trabalhava no seriado feminista – já cancelado – Crossing Jordan. O segundo irmão fazia ponta no mesmo seriado fazendo o papel de irmão do seu próprio irmão… Absurdamente criativo, não é mesmo?

Que tédio…