“Voyage: Bonitinho, mas Ordinário!”

Voyage: Bonitinho, nurse mas Ordinário!” É assim que começa o relato de uma grande amiga que comprou um VolksWagen Voyage zero em 2009 e com ele, bronchitis teve alguns inconvenientes. Leiam abaixo:

Voyage: Bonitinho, mas Ordinário!

Em Março de 2009 comprei um veículo Voyage 1.0. Não foi uma decisão rápida. Fui em 5 ou 6 concessionárias entre Renault, Fiat, GM e VW. Passei 1 mês testando modelos e negociando valores. Não teve jeito, me apaixonei pelo design do Voyage e consegui um desconto razoável na concessionária BREMEN em Recife. Era a época de isenção do IPI. Dei meu bom e velho Fiat Uno Mille Fire (que por sinal nunca me deu problema nos 5 anos que passei com ele) de entrada e o restante paguei A VISTA, na tora! Juntei dinheiro por um bom tempo, usei a rescisão do antigo emprego e meu pai emprestou o restinho que faltava pra eu não precisar financiar e comprei o carro que tanto queria. Meus planos: Passar 05 anos sem maiores dores de cabeça, até juntar dinheiro novamente para trocá-lo.

Nos primeiros meses que estava com o carro, a buzina parou de funcionar. Voltei na Bremen, abri um chamado em torno de 50 dias depois minha buzina chegou e foi substituída.

Depois o carro começou com um problema no ar-condicionado. Ficava entrando e saindo intermitentemente, não me perguntem o porquê. O vidro elétrico traseiro do lado esquerdo parou de funcionar e o carro desligava do nada, no meio da rua. Como estava perto da revisão deixei pra resolver tudo à época.

Quando compareci à revisão em março de 2010 (01 ano depois, visto que rodo pouco e o carro não tinha atingido os 10 mil km) que agendei na concessionária DISNOVE por ser logisticamente mais conveniente, descobri que havia 04 recalls que meu carro se enquadrava: O do rolamento das rodas, o do comando do motor, o de reprogramação de softwares e o do óleo do motor. Também não sei direito o que significa cada problema desses.

O carro passou uns 02 dias e foram corrigidos (temporariamente) todos os problemas.

Quando fui buscar o carro me deram um livrinho de manutenção novo (que confesso que não li) e fui informada que deveria comparecer em 06 meses (setembro/2010 no caso) para a 2ª etapa do recall do óleo, que deveria ser substituído novamente, e depois retornaria à rotina de revisões normalmente.

Confesso aqui que esqueci completamente de ir à concessionária em setembro, até porque eu sei que recall não é uma data rígida, mas um período que é dado para correção de problemas de fabricação.

Nesse meio tempo, o pára-brisa trincou e ao acionar o seguro, fui informada que era um defeito de fabricação do Voyage e que eu tentasse trocar na concessionária.

Mais uma vez fui à Disnove e foi substituído o pára-brisa sem ônus para mim.
Em Dezembro lembrei-me do recall que faltei em setembro e agendei novamente na Disnove para substituir o óleo. O agendamento foi feito para o início de Janeiro. Chegando lá, fui informada apenas que por não ter comparecido em setembro, eu teria que pagar também pela mão de obra. Recusei-me a pagar R$ 458,00 para trocar um óleo de carro e fui embora.

Nessa mesma época o carro começou a apresentar 4 problemas simultâneos:
A luz do óleo do motor está acendendo direto (não sei se há algum problema de lubrificação do motor), começou um vazamento de óleo, o ar pifou de vez , está fazendo um barulho quando a direção está totalmente virada (me falaram que é junta homo cinética) e o vidro novamente parou de funcionar.

Voltei a agendar na Disnove e lá chegando (ontem 23/02/11) fui informada que as revisões tinham sido reprogramadas de 12 para 6 meses, e que a data que estava agendada no meu livrinho era para revisão, não para recall.

E pior, por eu ter perdido esta revisão eu PERDI a garantia do carro. A garantia do motor (que ainda faltava 01 ano para vencer e a que mais me preocupa) e uma possível extensão de garantia que poderia conseguir para o ar-condicionado, visto que na época da 1ª revisão o mesmo já apresentava problemas. Perdi tudo! Vou ter que arcar com todo o prejuízo dos inúmeros problemas que meu carro novo apresenta.

Tentei abrir uma reclamação no site da VW, sem sucesso. Liguei para o 0800 e o atendente falou que não poderia me ajudar e eu realmente havia perdido a garantia e as possíveis extensões.

Ok, eu não prestei atenção nas datas , mas não sou especialista (nem curiosa) em carros, não fui bem informada sobre a questão das revisões e não assinei NADA que comprove que estava ciente das modificações.

Xeretando na internet (é só colocar “problema Voyage” no Google), descobri que muitas pessoas estão com o mesmo problema que eu, com seus carros novos apresentando muitos defeitos e também desamparadas pela VW e suas concessionárias . Inclusive, acredito que estes problemas de motor devem ter motivado a VW mudar seu plano de manutenção de 12 para 6 meses, o que é totalmente não convencional e deveria ser amplamente divulgado e explicado.

Estou refém de uma situação que por mais que me ponham a culpa tenho convicção que fui lesada como consumidora e estou chegando a conclusão que a saída será buscar na justiça, como as outras pessoas que foram lesadas estão fazendo.

Assim que eu consertar todos os problemas pretendo vender o carro e NUNCA MAIS pisar numa concessionária da Volkswagen, que está produzindo carroças ao invés de carros e desrespeitando seus clientes de várias formas.

– Juliana Santana – Recife-PE

Divertido não é?! Este é mais um exemplo de como uma prestação de serviço mal conduzida pode provocar “desencantos” nos consumidores. =/

2 Replies to ““Voyage: Bonitinho, mas Ordinário!””

  1. o meu também está com os mesmos problemas esse carro realmente é uma carroça quero saber como nós ficamos nessa história, não existe justiça eu já perdi a conta de quanto eu perdi de dinheiro e tempo correndo atrás de resolver os problemas, comprei o carro para trabalhar e me adiantar e acabei todo enrolado com um carro que eu paguei más quem fica com ele é a concessionária real rj wolksvagen!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *