Dragon Stop Motion

Dragon Stop Motion é um software específico para a criação de animações em Stop Motion. Tem já uns anos que eu o vi pela primeira vez. Agora, resolvi voltar a dar uma olhada…


Pequeno Review do software:

Um tutorial sobre Live View Magnification:


Mais algumas referencias sobre o Software…

Um teste simples de Pan…

Mais sobre o Software:

Fiz alguns experimentos com o Dragon Stop Motion. Coisa simples/boba pra entender melhor a interface do software antes de botar a mão na massa “de verdade”.

No final do Video aparece rapidamente o meu iPhone 3Gs rodando o NumberKey Free. Este software permite fazer rodar um teclado numérico na tela do celular. Pra quem trabalha com um macbook, isto é uma mão na roda.

numberkeyFree
Vai ser útil o NumberKey Free.

Assim, posso controlar a interface do software remotamente, sem a necessidade de comprar um keypad usb genérico ou a interface comercializada pela fabricante do soft. É uma solução mais que perfeita para o que temos em mente por aqui…

Obs:
Pra que esta solução possa funcionar, é necessário instalar no computador o NumberKey Connect.

Abaixo, mais um teste:

Cumulus…

The stop motion animation Cumulus was made for the exhibition “Mehr”. The exhibition took place on the museum ship Cap San Diego which is berthed in the harbour of Hamburg.

A drop developes an own will and escapes from the sink. He got the intention to communicate the worth of water to human.

Conception, Direction & Animation: Max Mörtl
Sound: Julian Terbuyken

2009 Department Design HAW Hamburg

Cinema, Experiencia do Usuário/Consumidor e… Pirataria

a tarde deste último sábado eu e minha esposa nos juntamos a mais dois casais amigos e resolvemos ir ao cinema. Destino, Box Cinemas Guararapes. No Shopping Guararapes. O filme escolhido foi Thor.

O filme foi é até divertido…
Mas terminou sendo ofuscado. A nossa noite foi bastante prejudicada pela falta de respeito da empresa que deveria estar ali 100% focada em proporcionar uma experiencia impar para seus consumidores. Consumidores que pagaram um valor alto, é bom destacar.

Entretanto, a empresa nos negligenciou em vários pontos. Abaixo segue uma cópia do texto que enviei por mail e pelo formulário de contato no site do Box Cinemas. E eu não sei se devo esperar respostas…

Bom dia…

O site da Box Cinemas do Brasil afirma que a empresa aposta “no máximo em tecnologia, conforto e diversão”. Como consumidor que está se sentido lesado, não posso concordar com esta afirmação. Esta afirmação presente no site, não reflete o que encontramos na realidade. Na noite do último sábado, junto com minha esposa e mais 2 casais de amigos, uma péssima experiencia enquanto cliente dos serviços prestados por esta empresa.

Após passarmos um bom tempo ligando – sem sucesso – para o estabelecimento para obtermos mais informações sobre as sessões, fomos até o shopping e compramos entradas (Inteiras) para assistir Thor, na SALA 11 do Box Cinemas Guararapes na sessão das 21:20h. Lá, passamos por alguns inconvenientes e aborrecimentos.

Listando:

  • – Poltronas sujas e mau cheiro na sala de projeção.
  • – A projeção apresentava falhas (filme sujo, manchas na tela, etc).
  • – O audio do filme não estava em perfeitas condições, som abafado e concentrado na parte anterior da sala de projeção.
  • – Desde o início da sessão o ar-condicionado não funcionava em uma potencia adequada para o tamanho da sala e para para a quantidade de espectadores/consumidores ali presentes. Aparentemente o sistema de ar-condicionado foi desligado enquanto ainda restavam mais de 30 minutos de projeção. Ao final, estávamos pingando de suor.
  • – Ao final do filme, como já é um hábito, o público aguardou no calor pela “cena extra” que há após os créditos do filme. Após esta cena, enquanto o público ainda descia as escadas em direção a saída, todas as luzes da sala foram apagadas. Tivemos de utilizar nossos aparelhos celulares para iluminar o chão e não nos machucarmos.
  • Como se esta lista de absurdos não fosse o bastante, do lado de fora da sala de projeção não encontramos nenhuma pessoa da empresa para nos dar explicações e/ou com autoridade o bastante para nos atender adequadamente. Fomos informados pelo pessoal da limpeza que o Gerente já havia se retirado.

    Como pode uma empresa que presta qualquer tipo de serviço não manter o canal de comunicação direto com seus clientes em pleno funcionamento até que o último espectador saia do seu estabelecimento? A ausência de um gerente é algo que consideramos um absurdo.

    Mas, na verade, é uma sequência de absurdos que não podemos entender ou sermos complacentes enquanto consumidores… É por conta de situações dantescas como esta que a experiencia de ir ao cinema vem se degradando com o passar dos anos. Gostaria de saber qual o posicionamento da empresa diante dos fatos aqui relatados e que tipo de compensação pelos inconvenientes e aborrecimentos que passamos poderemos esperar.

    Resumidamente, foi isso ai… Absurdo não é?

    Logo após sairmos do Shopping, fomos comer algo com Bacon na PinUps e de lá, tuitamos nossa insatisfação:

    @rbicudo_foto
    Pior sessão de cinema de todos os tempos, Box Guararapes, som horrível, ar condicionado falhando e apagaram as luzes e tela com gente na sala.

    @caparica1975
    Cinema do guararapes: som ruim; ar condicionado desligado; gerência ausente! Depois a industria se assusta com a pirataria.

    @marcosbuccini
    Box Guararapes sala 11, ar condicionado desligado, sem sistema de som. Sem Gerente e ainda desligaram a projeção e as luzes antes de sairmos

    Na rede social, algumas pessoas prontamente indicaram que este tipo de situação é uma coisa comum na rede Box Cinemas…

    @njsj
    é pratica do box desligar o ar na ultima sessao la pro meio do filme… total falta de respeito.

    E mais um exemplo…

    @donamaroca
    aqui em #JP eles fazem o mesmo… #boicote #boxcinemas

    Fico me questionando também o que a Paramount (distribuidora do filme no Brasil) ou mesmo a Marvel pensam e tem a dizer… Afinal, elas também devem sofrer as consequências deste tido de situação sob uma perspectiva econômica.

    O fato é que atualmente o risco de se deparar com situações igualmente frustrantes é altíssimo. E depois, cinicamente, a indústria do cinema se diz prejudicada pela pirataria. Se há algo que de fato prejudica a indústria, é a falta de respeito ao consumidor. Consumidores desrespeitados, simplesmente buscam por outras opções no mercado.

    Em instantes vou tentar ver se consigo falar com alguém via telefone… Se obtiver algum feedback dou updates por aqui.

    Update:
    O mail que enviei para comercial@boxcinemas.com.br, voltou! 😀

    Update2:
    @marcosbuccini registrou a história no Reclame Aqui.

    Colossais…

    Dia destes, com as chuvas doidas do/no Recife, convenci a patroa a darmos conta de parte dos filmes que tenho “na agulha” e que ainda não foram vistos. Fizemos um “pim-pam-pum” e terminamos vendo 3 belezinhas:

    Na ordem:

    Paranormal Activity 2 (2009)

    Boa continuação pra um primeiro filme que – apesar de legalzinho – eu considero “chato/lento”. Dá boas explicadas no primeiro filme e deixa a coisa mais ágil, visit this bem diferente do cansativo primeiro pedaço da história. Gostei… Raro caso onde a continuação subiu o conceito do original.

    The Tomb [Ligeia] (2010)

    É um COLOSSO. Tosqueira da qualidade mais mediana que se puder imaginar. Roteiro furado, personagens mal construídos, etc. Tudo dando o velho e bom indício que o orçamento era aquela coisa gerenciada pela marafona de plantão no porto ou ZBM mais próxima. Faltou alguma coisa pra ser de fato uma boa diversão. Se possível, este troço deve ser evitado…

    Jesus Christ Vampire Hunter (2001)

    Simplesmente impossível assistir esta coisa sem se questionar seriamente como porras a merda da humanidade consegue produzir tanto lixo. Não é só escatológico… Não é uma linguagem de desconstrução… A porcaria é muito ruim mesmo. Geralmente os Colossos são divertidos de se ver… este, não.