Muitas séries com Time Travel…

É muito Time Travel pra acompanhar…

Acredito que cabe o registro:
Neste momento há uma considerável quantidade de seriados de TV abordando o tema “viagem no tempo” (Time Travel). Como, dentro dos temas de Ficção Científica, a viagem no tempo sempre foi algo que despertou interesse, foi impossível não perceber que há algo acontecendo…

Continue reading “Muitas séries com Time Travel…”

Um “táxi autônomo voador”?

Não, obrigado…

Provavelmente sou fruto de uma geração que encararia a possibilidade de ter um carro voador de forma bem particular. Depois de anos jogando simuladores de naves espaciais e de combate como Flight Simulator (1976~2014), X-Wing (1993), Tie-Fighter (1994), Descent (1994), I’ve Found Her (2003), Battlestar Galactica (2003) e tantos outros, eu certamente gostaria de poder controlar/pilotar (pelo menos de alguma forma) a geringonça. Eu gostaria de ter o ‘prazer’ de contar com um ‘joystick‘ à minha disposição…

Mesmo sabendo que por questões de segurança a parte mais ‘crítica’ do processo de pilotagem ficasse nas mãos de toda a tecnologia embarcada, eu tenho certeza que me seria muito mais interessante a experiência de estar ali, tendo algum tipo de protagonismo.

Mais infos sobre:

Tudo ou Nada?

Assumindo que o Tudo contém em si o conjunto de todas as coisas, podemos crer que nele também está contido o Nada. Entretanto, se o Nada é comumente percebido como sendo um conjunto naturalmente vazio, surgem questionamentos: Poderia este conjunto nulo estar também contido dentro do conjunto que abrange todas as coisas? Estaria o Nada contido no Tudo?

Por outro lado, a própria existência do Nada enquanto conjunto – ou sub-conjunto – é controvérsia pura. Um conjunto – basicamente – seria a reunião de elementos com alguma característica em comum.

Porém, no caso do Nada é justamente a ausência de elementos aquilo que o caracteriza enquanto conjunto. A não ser que a característica dos elementos adotada como critério para configurar-lhe e enquadra-lo sob a definição assumida de conjunto seja justamente a inexistência, estamos num impasse.

Duvida adjacente: Ao não ter elementos em sua constituição, o Nada de fato pode existir? Ou nem isso?